Quarta-feira, 21 de Setembro de 2005

Direito de manifestação

exercito.jpg


Quando os homens não podem ir à guerra, neste caso, quando não se pode reivindicar os direitos, tem que se recorrer a técnicas militares para demonstrar a sua indignação.

O Governo fez tudo para evitar que se mostre ao país, que algo vai mal no nosso exército.
O estado tem que definir políticas. E definir objectivos.
O tiro saiu pela culatra ao nosso primeiro-ministro, os militares mostraram que também sabem fazer política, mostrando que têm jogo de cintura, que faltou ao estado.

Sr. Sócrates, veja e aprenda. Neste caso deixou muito a desejar.

PP

publicado por PP às 22:10
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 22 de Setembro de 2005 às 17:50
... erros atráz de erros(dos politicos)... a democracia está a cair de podre!... depois ainda se admiram que a extrema direita esteja a ganhar adeptos em portugal... com democratas destes porquê ter medo do anti-democratas?...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt (http://politicatsf.blogs.sapo.pt) e membro do Movimento PR'ó Coiso disponivel em http://mprcoiso.blogs.sapo.pt (http://mprcoiso.blogs.sapo.pt)js
(http://politicatsf.blogs.sapo.pt)
(mailto:jfsilvasousa@hotmail.com)


Comentar post

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs

.Forúm do INSANIDADES

ForumInsanidades

.subscrever feeds